Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Linux’

Aqui vai um comando muito interessante que encontrei no Fórum do blog Ubuntued para facilitar na limpeza de kernels antigos. Estre procedimento limpade forma automática os kernels antigos deixando apenas o atual. Não esqueça de ter a certeza de que o kernel atual está funcionando bem em sua máquia. Faça por sua conta e risco, mas comigo funcionou numa boa… Basta copiar o comando abaixo e colar no seu terminal:

dpkg -l ‘linux-*’ | sed ‘/^ii/!d;/'”$(uname -r | sed “s/\(.*\)-\([^0-9]\+\)/\1/”)”‘/d;s/^[^ ]* [^ ]* \([^ ]*\).*/\1/;/[0-9]/!d’ | xargs sudo apt-get -y purge

 

 

 

Read Full Post »

Estava usando em meu notebook, um Toshiba com 2,5GB, duo core, 1,73mHz o openSUSE 12.2 com KDE 4.10 que estava excelente em minha máquina. Assim que foi lançado o openSUSE 12.3 imediatamente baixei o .iso do DVD e instalei.

A instalação foi super tranquila como sempre, mas fiquei mesmo impressionado foi com o resultado final do sistema. Fiz a instalação da versão 12.3 preservando a partição /home. Ao concluir a instalação, fui apresentado à mais belas das distribuições (na minha opinião). Um sistema impecável no visual e no desemprenho.

Até agora não tenho d que reclamar , pois tudo está funcionando perfeitamente. Como não formatei a partição /home, todas as minhas configurações foram recuperadas sem nenhuma surpresa, até mesmo o Microsoft Office 2007 (apresar de também utilizar o OpenOffice, ainda acho o MS o melhor pacote Office) que rodo via wine estava funcionando numa boa.

Outra ótima surpresa foi com o gerenciamento de pacotes via Yast e Apper. Na versão anterior a atualização de do banco de dados de pacotes e atualizações  demorava quase 5 min para ser efetuada, agora na versão openSUSE 12.3 isto é feito em poucos segundos. A velocidade para que o Yast/ Apper baixe os pacotes também melhorou absurdamente.

Até agora não tive nenhum travamento do sistema ou de algum programa. Está tudo rodando muito bem. A temperautra do notebook está super baixa, mas a velocidade está alta! O KDE para o openSUSE cai como uma luva. É a melhor integração disto/KDE que já vi.

Segue a lista de alguns programas que estão instalados e funcionando 1000%: googleearth, skype, clementine, flash, k3b, acetoneiso. qbttorrent, filezilla, geany, lucky backup, chromium, firefox, vlc, amule, inkscape, gimp, microsoft office 2007 (wine), Ares (wine), partitionmannager, devede, daftsight (similar ao autocad).LOGOConfort (software de automação do clp LOGO! da Siemens – versào Linux!!!)  e outros.

Se você busca por uma distribuicão Linux, bonita, estável com ótima integração com o KDE 4.10, com milhares de pacotes, com uma comunidade ativa, fica a dica: openSUSE 12.3.

Abaixo a imagem da minha área de trabalho.opensuse_12.3

opensuse_12.3

opensuse_12.3

 

Read Full Post »

Oi pessoALL!

Se você instalou o openSUSE 12.2 mas está sem permissão para escrever em sua partição NTFS (Seu windows XP, 7, etc.) essa dica pode te ajudar.

O que se deve fazer é editar o arquivo fstb que fica em /etc/fstab. Como root você pode abrir seu editor de texto preferido, eu uso o Geany. Não esqueça de fazer um backup deste arquivo por via de dúvidas…

No meu caso o conteúdo do fstb estava assim:

/dev/disk/by-id/ata-Hitachi_HTS541612J9SA00_SB2D04E4C2VTBE-part5 swap                 swap       defaults              0 0
/dev/disk/by-id/ata-Hitachi_HTS541612J9SA00_SB2D04E4C2VTBE-part6 /                    ext4       acl,user_xattr        1 1
/dev/disk/by-id/ata-Hitachi_HTS541612J9SA00_SB2D04E4C2VTBE-part7 /home                ext4       acl,user_xattr        1 2
/dev/disk/by-id/ata-Hitachi_HTS541612J9SA00_SB2D04E4C2VTBE-part1 /windows             ntfs-3g    user,users,gid=users,fmask=133,dmask=022,locale=pt_BR.UTF-8 0 0
proc                 /proc                proc       defaults              0 0
sysfs                /sys                 sysfs      noauto                0 0
debugfs              /sys/kernel/debug    debugfs    noauto                0 0
usbfs                /proc/bus/usb        usbfs      noauto                0 0
devpts               /dev/pts             devpts     mode=0620,gid=5       0 0

Então altere a linha que corresponde a partição NTFS:
/dev/disk/by-id/ata-Hitachi_HTS541612J9SA00_SB2D04E4C2VTBE-part1 /windows             ntfs-3g    user,users,gid=users,fmask=133,dmask=022,locale=pt_BR.UTF-8 0 0

Para:
/dev/disk/by-id/ata-Hitachi_HTS541612J9SA00_SB2D04E4C2VTBE-part1 /windows             ntfs-3g    defaults,locale=pt_BR.UTF-8 0 0

Feito isto, salve o arquivo e reinicie o computador. Após reiniciar você já deve poder ler/escrever em sua partição NTFS.

Espero ter ajudado. Fiquem com Deus!

 

Read Full Post »

Oi pessoALL!

isso mesmo, estou usando o Linux Mint 13 (codnome: Maya) e vou dar um breve relato aqui.

Não é a primeira vez que uso o Mint. Na verdade já tentei usar umas 2 ou 3 vezes, mas nunca fui feliz. O Sistema sempre ficava uma carroça, o que me deixava irritado logo nos primeiros minutos de uso. Então acontecia o invevitável…remover o Mint.

Assim que saiu a versão 13 do Mint, fui experimentar a versão com o Cinnamon “que é um Ambiente Gráfico, leve, baseado em todo o potencial do Gnome-Shell com a vantagem de ser algo produzido pela e para a comunidade com muito desenvolvimento constante. O objectivo principal da sua criação é trazer algumas das funcionalidades do Gnome 2, consideradas de grande importância pelos utilizadores do Gnome 3”. (http://ubuntued.info).

Estava usando o Mint com Cinnamon porque a versão 13 com KDE ainda não tinha saído. Já deu pra perceber que não sou fã do Gnome 2, 3, Unity, etc…rs. Assim que a versão Linux Mint 13 com KDE foi lancada, não esperei um minuto e já baixei e instalei na máquina. Confesso que um pouco de medo  me deu só de pensar que poderia não rolar legal, mas, para minha surpresa foi uma ótima escolha.

O Linux Mint 13 esá excelente. Rápido, estável e muito fácil de utilzar. Como ele é baseado no Ubuntu, fica muito fácil encontrar dicas e tutoriais pela net para que precisa. Tudo está funcionando muito bem. A única coisa que me deu um pouquinho de trabalho foi configurar o modem 3G ZTE, mas essa dica de configuração você pode ver aqui: https://neofenix.wordpress.com/2012/08/02/configurando-um-modem-usb-zte-no-linux-mint-maya/

Infelizmente as vezes precisamos utilizar o microsoft Office, por questões de incompatibilidade com o LibreOffice (lembre que o Office da M$ não é compatível nem entre eles…rs) e por isso precisei instalar o Wine para rodar o Office (sim, ainda acho ele melhor que o LibreOffice) e tive outra surpresa que foi a facilidade para instalar e configurar o wine e fazer o Office funcionar direitnho.

Se você está em dúvida sobre instalar ou não o Mint 13, minha sugestão é instale e veja o resultado que acredito irá surpreendê-lo. Abaivo um print da minha área de trabalho.

Linux MInt 13

Fiquem com Deus!

Read Full Post »

Lançado openSUSE 12.2 RC2

É isso ae pessoALL…. foi lançado hoje a segunda versão Release Candidate do OpenSUSE 12.2. Como sempre é um lançamento super esperado. Vamos baixar e testar?? www.opensuse.org

Read Full Post »

Para remover um Kernel antigo do Fedora via Terminal (Konsole), é muito simples, pois basta executar dois passos:

1- Verificar quais Kernel estão instalados:

– digite no Terminal: $ yum info kernel
Este comando vai mostar que kernels estào instalados no seu sistema, deve ser algo como: kernel-versão (ex: kernel3.3.4-5.fc17)

2- Removendo o kernal antigo:
– digite no Terminal o comando: $ sudo yum remove kernel-versão (substitua “versão” pelo número anotado anteriormente).

Rápido e tranquilo. O grub será atualizado automaticamente com este comando.

inté!

 

Read Full Post »

Oi pessoALL!

É isso mesmo… estou usando o Fedora 17 como meu sistema operacional principal. Quem me conhece sabe que sou fã do openSUSE, mas tive alguns problemas em relação ao uso do pendrive, na verdade as vezes não conseguia ter permissão necessária para usar um pendrive e tinha que recorrer ao modo texto, então, isso me levou a experimentar outras distros.

 

A primeira foi o Kubuntu 12.04, muito boa por sinal e na minha opinião mais agradável de usar do que o Ubuntu. Embora o Kubuntu seja ótimo, eu quis experimentar outras. Instalei o Mageia 2.0, que gostei, mas no início do uso achei ele meio lento para efetuar as configurações iniciais, pois demorava muito para abrir as janelas, em seguida, instalei o Fedora 17.

 

sempre tive vontade de usar o Fedora, mas não me sentia pronto para ele. Nos testes em Livecd através de um pendrive, o sistema sempre se mostrou rápido e bonito, então, resolvi instalar.

 

A instalação foi tranquila e rápida e no final, o sistema se mostra bonito, leve e estável. Instalei diversos pacotes de programas que costumo usar (Gimp 2.8, inkscape, filezilla, apache, mysql, k3b, smplayer, traverso, audacity, acetoneiso2, thunderbird, firefox, libreoffice, wine com word, excel, powerpoint, virtualdj e outros), ou seja, até agora tudo que precisei foi fácil de encontrar nos repositórios. A única coisa que achei desnecessário no sistema foi de ele vir com o Calligra Office no lugar do LibreOffice que na minha opinião está muito à frente do Calligra.

Resumindo, eu estou usando o sistema há uma semana e estou gostando bastante..Estou aprendendo muita coisa, pois não conhecia o Fedora e o costume de ter tudo a mão através do Yast do openSUSE ou MCC do Mageia/ Mandriva, nos acostuma mal. Aliás se o Fedora tivesse um Centro de Controle similar ficaria nota 11. O script EasyLife disponibilizado na página do Projeto Fedoraé uma mão na roda para usuários iniciantes e acho que até avançado, pois facilita muito a instalação de muitos aplicativos e certas configurações do sistema.
Por enquanto sou só amores com o Fedora 17 e espero que este namoro dure. Depois sereimais detalhista em outro post.
Vamos falar sobre o Fedora??
Um abraço!

 

Read Full Post »

Older Posts »