Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Linux MInt’ Category

Acessar seu smartphone via cabo usb utilizando o protoclo MTP às vezes pode ser uma dor de cabeça. Uso o openSUSE e às vezes o aparelho simplesmente é desconectado mesmo estando com o cabo usb plugado, ou seja é uma chatice só. Passei então a procurar um aplicativo no GooglePlay que pudesse me ajudar nesta tarefa. Encontrei o Samsung Kies (meu celular é um Samsung Trios) com um custo muito baixo (quase R$4,00) e também encontrei um outro aplicativo que me chamou a atenção que foi o Air Droid.

Com o Air Droid instalado, basta eu me conectar na mesma rede wifi que meu smartphone estiver conectado e autorizar a conexão no meu celuar, ou seja, quando inicio o Air Droid ele acessa a rede wifi e me informa um endereço na rede ex: 192.168.1.20:888, então, basta acessar este endereço no meu navegador preferido em meu notebook. Ao acessar este endereço aparece no celular a mensagem de uma conexão que está sendo feita e a pergunta se eu autorizo. Depois de autorizar, consigo acessar todas as funções do meu celular via navegador.

Depois de estabelecida a conexão, eu consigo acessar a lista de contatos, fotos, arquivos, ver e gravar vídeos, músicas, transferir arquivos, efetuar ligações, instalar e remover aplicativos, enviar e gerenciar mensagens SMS e o melhor de tudo sem o maldito cabo USB.

Veja uma imagem da tela:

android

Você pode configurar o nível de segurança do aplicativo, por exemplo, você pode escolher se deve ser dada permissão ou se a conexão entre computador e smartphone pode acontecer sem que haja essa necessidade. Claro que recomendo que seja necessário autorizar o acesso. Já pensou qualquer pessoa poder acessar seu smartphone ??

Resumindo… achei muito interessante e funcional este aplicativo. Remendo com louvores.

Se estiver interessado em baixar ou saber mais sobre o aplicativo acesse esta página:
https://play.google.com/store/apps/details?id=com.sand.airdroid&hl=pt_BR

Anúncios

Read Full Post »

Aqui vai um comando muito interessante que encontrei no Fórum do blog Ubuntued para facilitar na limpeza de kernels antigos. Estre procedimento limpade forma automática os kernels antigos deixando apenas o atual. Não esqueça de ter a certeza de que o kernel atual está funcionando bem em sua máquia. Faça por sua conta e risco, mas comigo funcionou numa boa… Basta copiar o comando abaixo e colar no seu terminal:

dpkg -l ‘linux-*’ | sed ‘/^ii/!d;/'”$(uname -r | sed “s/\(.*\)-\([^0-9]\+\)/\1/”)”‘/d;s/^[^ ]* [^ ]* \([^ ]*\).*/\1/;/[0-9]/!d’ | xargs sudo apt-get -y purge

 

 

 

Read Full Post »

Quem já precisou recortar uma imagem no OpenOffice sabe que não é tão simples como no micro$oft office. Por exemplo, se você está usando o Impress (editor de apresentação), é necessário clicar no Menu >> Formato >> recortar imagem e, então, na janela que abrirá, você deve ir clicando ou digitando os valores para que o corte da imagem possa ir sendo feito. Não é coisa de outro mundo, mas para um iniciante no OpenOffice isso pode ser uma dor de cabeça, já que no concorrente é muito simples (não preciso descrever aqui ….)..rs

Para facilitar esta tarefa, existe uma extensão para o OpenOffice que é a CropOOo, que nos permite trabalhar como no concorrente… ela instala uma barra de ferramentas que te permite clicar na imagem e ir selecionando com o mouse a área a ser cortada. Uma vez que selecionou a área basta apertar a tecla ENTER que a imagem é cortada.

Abaixo uma imagem da ferramenta na minha barra de tarefas. Espero ter ajudado. um abraço!

recorte de imagens

Read Full Post »

Oi pessoALL! tudo bem? estou “meio sumido” devido estar trabalhando em muito projetos e, por isso, acabei tendo pouco tempo para escrever no blog.

Devido alguns problemas de compatibilidade com a suíte de escritório LibreOffice om alguns documento do Micro$oft Office, resolvi experimentar o OpenOffice. Pesquisei um pouco sobre comentários de outras pessoas e resolvi tirar o LibreOffice que é padrão no Linux Mint 13 e instalei o OpenOffice na versão 3.4.1.

A suíte de escritório Apache Openoffice é uma boa opção para uso no lugar da suite office da Microsoft. ela conta com muitos recursos para texto, planilhas, apresentações, desenhos e apossui até um editor de fórmulas matemáticas.

Através do Synaptic (gerenciador de pacotes) a versão disponível é a 3.3.0, mas, como eu gosto muito de ter as versòes mais atuais, eu resolvi baixar direto da página do desenvolvedor: http://www.openoffice.org/download/

Neste link você baixa a versão em português-brasil e abaixo descrevo como proceder para instalar esta versão que é muito simples.

Antes de tudo recomendo que remova o LibreOffice, pois quando tentei instalar o Open junto com o Libre tive alguns problemas e somente o Libre abria. Então com o libre removido….

  1. Reveja os Requisitos de Sistema
  2. Baixe a sua versão favorita de Linux Apache OpenOffice
  3. Comente informações úteis e opções de instalação no Guia de instalação. (este não é um passo obrigatório, pode pular e fazer depois..)
  4. Descompacte a imagem baixada para preparar a instalação.
    O seguinte comando deve funcionar: tar -xvzf "linux package name".tar.gz
    onde “linux nome do pacote” é a parte inicial do arquivo que você acabou de baixar.Isso irá criar um diretório de instalação (pt-BR).
    O nome do diretório de instalação será provavelmente a abreviação do idioma para o conjunto de instalação, por exemplo, en-US.
  5. su para root, se necessário, e navegar para Apache diretório de instalação do OpenOffice (o arquivo descompactado).
    Você provavelmente vai precisar ser root para executar o comando rpm para instalar o software.
  6. cd para os RPMS subdiretório do diretório de instalação.
    Você deverá ver um monte de rpms aqui e um sub-diretório chamado “desktop-integração”.
  7. Instalar esta nova versão, digitando rpm -Uvih *rpm .
    Por padrão, isso irá instalar / atualizar Apache OpenOffice em sua /opt diretório.Alternativamente, você pode usar um pacote de instalação GUI, referência ao diretório de instalação e instalar todos os rpms no nível superior. Isso também pode ajudá-lo na determinação quaisquer problemas de dependência, se existirem.
  8. Instale os recursos de integração de desktop para sua configuração.
    cd para desktop-integration no diretório de instalação,
    e, dependendo do seu gerenciador de pacotes / sistema, instale a interface do desktop apropriado usando RPM.
  9. Finalmente, inicie o Apache OpenOffice 3.4.x para garantir que ele está funcionando.

Com poucos minutos de uso, percebi que o OpenOffice tem um desempenho melhor e abriu as planilhas melo do que o LibreOffice, pelo menos em meu notebook.

OpenOffice 3.4.1

Fica a dica… teste e use por sua conta e faça seu comentário.

Uma abraço!!

Read Full Post »

Oi pessoALL!

isso mesmo, estou usando o Linux Mint 13 (codnome: Maya) e vou dar um breve relato aqui.

Não é a primeira vez que uso o Mint. Na verdade já tentei usar umas 2 ou 3 vezes, mas nunca fui feliz. O Sistema sempre ficava uma carroça, o que me deixava irritado logo nos primeiros minutos de uso. Então acontecia o invevitável…remover o Mint.

Assim que saiu a versão 13 do Mint, fui experimentar a versão com o Cinnamon “que é um Ambiente Gráfico, leve, baseado em todo o potencial do Gnome-Shell com a vantagem de ser algo produzido pela e para a comunidade com muito desenvolvimento constante. O objectivo principal da sua criação é trazer algumas das funcionalidades do Gnome 2, consideradas de grande importância pelos utilizadores do Gnome 3”. (http://ubuntued.info).

Estava usando o Mint com Cinnamon porque a versão 13 com KDE ainda não tinha saído. Já deu pra perceber que não sou fã do Gnome 2, 3, Unity, etc…rs. Assim que a versão Linux Mint 13 com KDE foi lancada, não esperei um minuto e já baixei e instalei na máquina. Confesso que um pouco de medo  me deu só de pensar que poderia não rolar legal, mas, para minha surpresa foi uma ótima escolha.

O Linux Mint 13 esá excelente. Rápido, estável e muito fácil de utilzar. Como ele é baseado no Ubuntu, fica muito fácil encontrar dicas e tutoriais pela net para que precisa. Tudo está funcionando muito bem. A única coisa que me deu um pouquinho de trabalho foi configurar o modem 3G ZTE, mas essa dica de configuração você pode ver aqui: https://neofenix.wordpress.com/2012/08/02/configurando-um-modem-usb-zte-no-linux-mint-maya/

Infelizmente as vezes precisamos utilizar o microsoft Office, por questões de incompatibilidade com o LibreOffice (lembre que o Office da M$ não é compatível nem entre eles…rs) e por isso precisei instalar o Wine para rodar o Office (sim, ainda acho ele melhor que o LibreOffice) e tive outra surpresa que foi a facilidade para instalar e configurar o wine e fazer o Office funcionar direitnho.

Se você está em dúvida sobre instalar ou não o Mint 13, minha sugestão é instale e veja o resultado que acredito irá surpreendê-lo. Abaivo um print da minha área de trabalho.

Linux MInt 13

Fiquem com Deus!

Read Full Post »

Se você quiser baixa e  usa Kubuntu ou o Linux Mint KDE, utilize o repositório PPA abaixo:

sudo apt-add-repository ppa:kubuntu-ppa/backports -y

sudo apt-get update

sudo apt-get upgrade

Leia as notas de lançamento, já traduzidas para o português -> http://kde.org/announcements/4.9/index-pt_BR.php

Lembre que por ser um PPA, você deve usar por sua conta e risco.

Read Full Post »

Oi pessoALL!

aqui vai uma dica rapidinha que encontrei na net sobre como configurar o modem usb ZTE no Linux Mint. Esta dica também pode ser usado no Ubuntu e Kubuntu.

Vamos lá….
– Vá para Aplicativos -> Acessórios -> Terminal e digite o seguinte comando:

$ lsusb (lembre que não precisa digitar o $)

Pressione a tecla Enter … e, neste momento você deve ver algum texto na janela do terminal. Olhe para o 19d2: 0033 que é a entrada do modem ZTE. No meu caso o resultado foi: 19d2:0031, então aonde está escrito 0033 troco por 0031.

Abra o terminal novamente e digite o comando abaixo:

sudo kate / etc/udev/rules.d/ZTEMF637.rules

Clique no botão OK e  será solicitado a sua senha. Insira-a e clique em OK. Quando o editor de texto abrir, cole as seguintes linhas:.

ACTION!=”add”, GOTO=”ZTE_End”
#
SUBSYSTEM==”usb”, SYSFS{idProduct}==”2000″, SYSFS{idVendor}==”19d2″, GOTO=”ZTE_ZeroCD”
#
SUBSYSTEM==”usb”, SYSFS{idProduct}==”0033“, SYSFS{idVendor}==”19d2“, GOTO=”ZTE_Modem”
LABEL=”ZTE_ZeroCD”
RUN+=”/usr/bin/eject /media/cdrom1/”
#
LABEL=”ZTE_Modem”
RUN+=”/sbin/modprobe usbserial vendor=0x19d2 product=0x0033“,
MODE=”660″, GROUP=”dialout”
#
LABEL=”ZTE_End”

Verifique se os números destacados em vermelho são iguais aos números de output pelo comando lsusb! Se não forsubstiua-os pelo valor de saída do seu terminal. No meu caso o número é 0031

Salve e feche o arquivo de texto e, em seguida reinicie a máquina. Depois crie sua conexão usb e o modem deve funcionar.

Um abraço!

Read Full Post »

Older Posts »