Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Atitude’ Category

Recebi um texto por e-mail muito interessante sobre empreendedorismo e com ele descobri um novo sentido a palavra empreender…segue o texto abaixo:

Por Marcos Hashimoto

Na semana passada eu conversava com um professor de empreendedorismo de uma universidade americana quando chegamos a um dilema sobre o significado do termo entrepreneur. Na língua inglesa, entrepreneur designa aquela que inicia e mantém um negócio próprio, qualquer que seja. Para nós, a tradução em português pode significar tanto empreendedor as diferenças e só começou a ficar claro quando lhe dei a seguinte explicação.

Pessoas que possuem um negócio próprio, os empresários, existem aos montes, mas são apenas alguns poucos deles que são de fato empreendedores. Um empresário pode ter adquirido uma empresa já formada, pode ter herdado o negócio da família ou poder ter aberto um pequeno negócio apenas como meio de subsistência, sem necessariamente ter grandes ambições empreendedoras. Da mesma forma, muitas pessoas têm atitude empreendedora sem necessariamente possuir um negócio. Com freqüência tenho conhecido pessoas que são determinadas, criativas, cheias de iniciativa, auto-motivadas, com sede de aprender e disposta a qualquer coisa para realizar sua idéias, mas que são funcionários, donas-de-casa, militantes de causas sociais, executivos, estudantes e que não têm a menor intenção de abrir um negócio próprio.

Assim, qualquer pessoa, e não apenas o empresário, pode adotar uma atitude empreendedora nas mais diversas situações, seja com o cliente, diante de um problema, durante uma reunião, ao montar a barraca de camping, ao ir a um show de rock ou dando banho no cachorro. Ter atitude empreendedora e manifestar, se não todos, pelo menos alguns dos sete elementos que descrevo a seguir.

1. Superação: A capacidade de ir além, superar qualquer obstáculo, sobrepujar os limites, desafiar, questionar o status quo, duvidar dos paradigmas impostos, provocar discussões, romper com padrões pré-estabelecidos. Caracteriza aqueles que são determinados e perseverantes. Não desistam nunca.

2. Criatividade: Realizar algo novo, diferente ou único. Desenvolver a habilidade de ver o que ninguém vê, identificar oportunidades nos locais mais improváveis, ter idéias à profusão, perceber cosias que normalmente passam desapercebidas para os outros.

3. Iniciativa: É fazer o que precisa ser feito, sem que seja solicitado. É agir sem ser mandado, conquistando sua própria autonomia. Quem tem iniciativa não gosta de depender de ninguém para conquistar suas realizações e está sempre conduzindo várias coisas ao mesmo tempo.

4. Energia: Descreve aquele que demonstra incansável disposição para trabalhar, ir à luta e partir para a execução, transformar a iniciativa em ?acabativa?. Ter energia é estar sempre disposto e motivado, procurando sempre tirar os planos do papel. A palavra ?Preguiça? não faz parte do seu vocabulário.

5. Valor: É a capacidade de gerar algum beneficio para alguém. São os resultados finais da iniciativa que são valorizados por alguém. Estes resultados podem ser de natureza financeira ou não. Pode ser o lucro, o bem estar, a valorização da imagem, a satisfação de um cliente, a redução de custos ou um prêmio qualquer.

6. Compromisso: É assumir a responsabilidade e as conseqüências. É ter a coragem de dizer a todos o que você fez. Vestir a camisa de algo maior do que seus interesses pessoais, independentemente dos resultados. Cumprir o que promete e levar uma realização às últimas conseqüências mesmo que prejudique a si mesmo. É não tirar da reta quando a coisa aperta e demonstrar assim credibilidade e confiabilidade.

7. Risco: A capacidade de aceitar o fato de que as coisas podem não sair como planejado e que o erro é uma forma de aprendizado. Pessoas que assumem riscos calculados sabem avaliar os benefícios e não se incomodam em sair da zona de conforto quando necessário.

Existem vários exemplos para mostrar como estes elementos designam atitudes empreendedoras. Pode ser aquele motoboy que tem a iniciativa de procurar caminhos alternativos e usar sua criatividade para aproveitar bem o seu tempo. Pode ser aquela secretária que está determinada a conseguir a aprovação de seu chefe para a compra de um novo arquivo, para beneficiar os colegas de departamento. Pode ser aquele diretor que coloca seu cargo em jogo ao desafiar a matriz e adotar uma estratégia inovadora e arrojada para a empresa. Pode ser aquela mãe que manda seu filho adolescente para estudar no exterior, mesmo que a contragosto, porque sabe os frutos que ele colherá no futuro. Pode ser aquele cabeleireiro que dá asas à sua imaginação e cria um penteado inovador correndo o risco de sua cliente detestar sua idéia. Pode ser aquele lixeiro que gasta todo o seu fim de semana para criar um mecanismo de coleta que seja mais eficaz para que todos seus colegas se beneficiem.

Tenho dito sempre que todos nós somos empreendedores, apenas o somos em maior ou menor grau em função da demonstração destes elementos no nosso dia-a-dia em qualquer cenário e sob qualquer circunstancia. Pessoas pouco empreendedoras apresentam apenas um ou dois destes elementos em pequena escala e de forma pontual, enquanto grandes empreendedores conquistam coisas de grande valor, à custa de muita perseverança e determinação, enfrentando muitos obstáculos para fazer suas idéias radicais acontecerem, despendendo muita energia e dedicação, correndo altos riscos porque acredita estar cumprindo com missões altruístas muito maiores do que seus interesses pessoais.

O professor ouviu com atenção e crescente interesse, percebeu, enfim, a diferença e sugeriu que eu escrevesse um artigo sobre isto, pois era um conceito inovador para ele. Pensar então no trabalho que teria, no tempo que tinha para conciliar com outras coisas, nos benefícios que geraria e na minha disposição e motivação. Ai respondi: “Desculpe professor, mas no momento me falta uma atitude mais empreendedora”.

– Marcos Hashimoto é Mestre em Administração de Empresas pela EAESP/FGV, Sócio-diretor da Lebre Consulting, Professor e Pesquisador da Business School São Paulo.

Para saber mais sobre empreendorismo. Dicas de links, livros e filmes

Links

http://www.sebrae.com.br
http://www.empreendedor.com.br
http://www.seusnegocios.com.br
http://www.rhempreendedor.com.br
http://www.geranegocio.com.br
http://www.workshop.com.br
http://www.universiabrasil.net/empreendedorismo
http://www.sobresites.com/empreendorismo
http://www.universia.com.br/empreendedorismo
http://www.e-commerce.org.br/empreendedorismo.htm

Livros
Nunca Desista dos Seus Sonhos ? Augusto Cury
O Mundo é Plano ? Thomas L. Friedman
O Segredo de Luiza ? Fernando Dolabela
O Monge e o Executivo ? James C Runter
Como fazer uma empresa dar certo em um país incerto ? Instituto Empreender
Endeavor Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes ? Stephen R Covey
E se Harry Potter dirigisse a General Electric ? Tom Morris
Pai Rico, Pai Pobre ? Robert T. Kiyosaki
Acredite! O Poder da Intuição nos Negócios e na Vida ? Lia Habib

Filmes
A Conquista do Paraíso
A Árvore dos Sonhos
O Inglês que subiu a colina e desceu a Montanha
Encontrando Forrester
Quem Somos Nós
A Marcha dos Pingüins
Uma Mente Brilhante
A Fuga das Galinhas

Fonte: Correio da Bahia (Salvador/BA) – Artigo – Pág. 11

Anúncios

Read Full Post »